construção ponte rio almada

EMPA firma contrato com a BAMIN para construção de ponte e vias de acesso na região de Ilhéus.

EMPA firma contrato com a BAMIN para construção de ponte e vias de acesso na região de Ilhéus.
A Empa S.A., Serviços de Engenharia, empresa do Grupo Teixeira Duarte, celebrou um contrato com a BAMIN para a execução das obras iniciais do Porto Sul, no município de Ilhéus, Bahia.
Trata-se de um importante passo para a expansão das atividades da BAMIN na região de Ilhéus, ligadas ao Porto Sul.
Com quase 70 anos de história, a EMPA é reconhecida no mercado brasileiro da construção pesada, principalmente em projetos de rodovias, ferrovias e hidroelétricas. Ao longo da sua trajetória, participou de obras de grande complexidade, que contribuíram para o crescimento e desenvolvimento do Brasil, e faz parte do Grupo Teixeira Duarte desde 2007.

compliance

A importância de um programa de Compliance nas empresas

O termo compliance não é novo, mas muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o seu real significado do termo. A palavra faz parte do vocabulário e do dia a dia de muitos empresários desde o final da década de 70 no mundo, porém, no Brasil, ganhou mais força em 2013 em razão dos avanços ao combate à corrupção, em especial por meio da chamada Operação Lava-Jato, e com a Lei Anticorrupção (Lei nº 12.846/2013).

Com o fortalecimento do compliance, a infração às regras pode resultar, com maior chance, em multas severas. Ou no limite, até mesmo no encerramento das atividades de uma empresa. Além disso, ações de responsabilidade criminal também podem ser realizadas contra os administradores e pessoas em posição gerencial  de uma organização. Essas informações já são suficientes para mostrar o quão necessário é atentar-se à um programa de compliance na empresa.

Veja a seguir os motivos de ter clareza na realização de um processo de compliance.

O que é compliance?

A palavra compliance tem origem no termo inglês “to comply”, que significa cumprir, satisfazer ou realizar uma ação imposta. Agir conforme uma regra, uma instrução interna, um comando ou um pedido”. Portanto, esse não é um programa somente para evitar a corrupção dentro das empresas, mas um guia que orienta os colaboradores a cumprir, em cada situação, as regras estabelecidas pela organização.

O compliance é parte importante dos pilares da governança corporativa. Ou seja, inserido dentro da transparência, equidade, responsabilidade corporativa e prestação de contas. Afinal, tem o objetivo de verificar e implementar medidas para fins de assegurar que a empresa esteja cumprindo todas as normas aplicáveis às suas atividades, seja a legislação, sejam as normas editadas pelos órgãos regulamentares, por exemplo, cada uma dentro dos padrões exigidos para o seu segmento.

Portanto, o programa de compliance pode abranger temas trabalhistas, fiscais, contábeis, financeiros, ambientais, jurídicos, previdenciários, éticos e outros.

Compliance na era digital e sua importância para uma empresa

O ano de 2020 tende a acrescentar outros elementos de compliance para as atividades das organizações. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), por exemplo, fará com que todas as empresas que tratam dados de pessoas físicas adaptem a sua forma de trabalhar com essas informações. Assim sendo, o titular de dados pessoais tem mais controle sobre os seus dados e a LGPD prioriza a privacidade do indivíduo.

Mesmo com os cuidados da era digital, realizar o compliance de forma correta faz com que uma empresa consiga atingir os seus objetivos de forma mais segura. Porém, é preciso que a organização faça isso alinhada com a missão, visão e valores internos. Portanto, deve ser feito dentro da ética!

Os principais benefícios que um bom programa de compliance traz para uma organização são:

  • Ganho de credibilidade com os stakeholders;
  • Maior abertura para negociações com o mercado exterior;
  • Aumento da eficiência e da qualidade na produção de suas mercadorias ou realização de serviços;
  • Melhoria nos níveis de governança corporativa;
  • Qualidade nas atividades empresariais;
  • Economia de recursos;
  • Conscientização dos colaboradores sobre irregularidades;
  • Avaliação e classificação de riscos;
  • Fortalecimento da marca.

Desenvolvimento de um programa de compliance

O desenvolvimento de compliance dentro de uma empresa requer algumas ações, por exemplo:

  • Avaliação dos riscos a que a organização está sujeita;
  • Canal para recebimento de denúncias;
  • Capacitações de profissionais para promover a ética profissional dentro e fora da empresa;
  • Implementação de código de ética e conduta;
  • Implementação de auditoria interna de compliance no cumprimento de leis, políticas e procedimentos internos;
  • Estruturação de uma equipe de compliance com autonomia para a tomada de decisões e recomendações de compliance às demais áreas da organização;
  • Monitoramento de atividades por meio da escolha e gestão de indicadores de desempenho (KPI’s).

São necessárias que as ações tomadas para desenvolver um programa de compliance sejam acompanhadas de perto e coordenadas por um profissional específico. Ele fica responsável por gerenciar todo o programa e orientar os colaboradores para seguirem as regras, tomando as medidas necessárias com o objetivo de evitar ao máximo os desvios de conduta.

As bases fundamentais para o sucesso na implementação de um programa sólido e eficiente de compliance são: (i) compromisso da diretoria e (ii) possuir um código de ética bem estruturado e adaptado ao perfil e DNA da empresa.

Programa de compliance da Teixeira Duarte

A construtora Teixeira Duarte preza pela solidez e sustentabilidade em seus projetos. Além disso, fiel à sua missão, ela prioriza a ação e ajuda a construir um mundo melhor. Essa ação se dá por meio de seus valores: engenho, verdade e compromisso.

A empresa possui um programa de compliance estruturado e eficiente, que estabelece um conjunto de medidas e procedimentos que têm como base o Código de Ética e Conduta e a Missão e Valores do Grupo Teixeira Duarte. O seu intuito é assegurar com mais eficiência o cumprimento da lei e das normas internas. Assim, ela contribui para que o clima de integridade e ética seja devidamente desenvolvidos pelos seus profissionais.

O manual do programa de compliance da Teixeira Duarte reúne, de forma prática e ilustrativa, todas essas diretrizes. Além disso, a construtora possui uma política anticorrupção, incentivando que, dentre outras questões na relação com agentes públicos, sempre que houver a identificação de não-conformidades com os padrões da empresa, tal fato seja reportado ao Comitê de Ética da Teixeira Duarte. Para isso, existe um canal de ética disponível 24×7  a todos os colaboradores, clientes, fornecedores, prestadores de serviços e demais stakeholders da organização nos seguintes meios: www.teixeiraduarteconstrucao.com.br; e etica@teixeiraduarte.com.br.

O programa de compliance da construtora também assegura a implantação e avaliação da eficiência do Código de Ética e Conduta. Por isso, os colaboradores devem agir de maneira a avaliar e evitar situações de conflitos de interesse, quais devem ser sempre reveladas ao Comitê de Ética. Além disso, um dos objetivos do programa de compliance é incentivar a adoção de condutas em conformidade com as leis e regras aplicáveis, de modo a evitar práticas de corrupção, de forma passiva ou ativa, incluindo-se os pagamentos de facilitação e suborno.

Sendo assim, o programa de compliance da Teixeira Duarte estimula seus colaboradores, fornecedores e clientes a reportar qualquer informação sobre condutas que vão contra aos padrões estabelecidos pela empresa, incluindo-se aquelas que configurem práticas ilegais como, por exemplo, sonegação de tributos, ausência de registros contábeis, lavagem de dinheiro, assédio moral ou sexual.

A Teixeira Duarte incentiva seus colaboradores a pautar sua atuação de forma a combater todas as tentativas de lavagem de dinheiro, recusando-se a promover ou participar de qualquer ato que possa ser considerado ilegal. Portanto, é uma empresa séria, que preza por cumprir as leis que estão em vigor, não autorizando toda e qualquer tentativa de cumplicidade em ações de corrupção.

Sendo assim, os profissionais que atuam na construtora devem agir de forma a impedir toda e qualquer atividade que vá contra aos princípios da empresa. Ações criminosas são banidas de todas as atividades da organização.

O programa de compliance também serve para a segurança e proteção dos próprios colaboradores da Teixeira Duarte, ao pautarem a sua conduta em conformidade com as regras aplicáveis. Somado a isso, conta com o compromisso e envolvimento da alta direção para assegurar que todas as atividades transcorram de maneira ética, segura e dentro das regras e procedimentos internos adequados.

Conheça mais sobre o programa de compliance da Teixeira Duarte.

Havendo eventuais dúvidas, o Comitê de Ética da Teixeira Duarte está à disposição para esclarecimentos por meio do endereço eletrônico: etica@teixeiraduarte.com.br.

Complexo Penitenciário da Papuda

Obra de ampliação do Complexo da Papuda é finalizada

O Complexo Penitenciário da Papuda, na Região Administrativa de São Sebastião, em Brasília, Distrito Federal, ganhou quatro novos edifícios para abrigar mais de três mil e duzentos detentos. Foram construídos 16 novos módulos de vivência, sendo mais modernos e com capacidade para 200 internos em cada um.

A construtora responsável por essa grande obra foi a EMPA, empresa do Grupo Teixeira Duarte.

Com esse novo investimento do governo do Distrito Federal, será possível reduzir a superlotação do sistema carcerário da capital brasileira. A agilidade e comprometimento da EMPA foram fundamentais para que a obra fosse entregue dentro do prazo acordado, com todos os detalhes do projeto realizados.

O Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília

Situado na região administrativa de São Sebastião, Distrito Federal, o Complexo Penitenciário da Papuda é uma região de segurança máxima onde há quatro presídios, o CDP, CIR, PDF I  e PDF II. No final do ano de 2018, foi inaugurada a Penitenciária Federal de Brasília, que é administrada pelo Governo Federal, especificamente pelo Departamento Penitenciário Nacional – DEPEN.

Antes da sua ampliação, a penitenciária tinha uma capacidade para abrigar 5.300 detentos. No entanto, sempre enfrentou grandes problemas com superlotação. O Complexo da Papuda ganhou destaque quando o local foi abrigo para diversos políticos que participaram de esquemas de corrupção.

A obra

O novo Complexo da Papuda foi entregue no final de maio deste ano. Essa foi uma obra que fez parte do conjunto de investimentos do governo do Distrito Federal para melhorar a segurança pública.

Foram construídos quatro centros de detenção provisória, em uma área de 51.190 m². O projeto consistiu na execução de:

  •         2 prédios de recepção e revistas;
  •         2 edifícios de administração;
  •         2 módulos de saúde;
  •         16 módulos de vivência, sendo cada um com uma área de construção de 4.500m²;
  •         5 guaritas;
  •         Dois reservatórios metálicos de volume de armazenamento de 1.700m³;
  •         Implantação;
  •         Infraestruturas.

 

Estrutura dos Edifícios

As estruturas dos edifícios foram construídas em concreto armado. Houve partes do projeto que foram executadas com estruturas metálicas, as coberturas com telha de fibrocimento estrutural e elevados itens de serralheria, consistindo em 1.230 portas de aço e 3.200 metros quadrados de grades, plantio de grama, pavimentações de arruamentos e estacionamentos em asfalto, alambrados e calçadas em concreto.

Instalações elétricas e hidráulicas do projeto

Todas as instalações técnicas, elétricas, especiais e hidráulicas do novo Complexo da Papuda, incluindo o cabeamento estruturado com pontos de rede lógica e telefonia, consistiram em suas subestações abrigadas com dois transformadores de 750 KVA. Um total de 1.500 KVA. Foram colocadas redes de distribuição enterrada primária em 13,8 KV e grupos de geradores, duas unidades de 625 KVA/cada, totalizando 1.300 KVA, com motor a Diesel e quadros de transferência.

No processo de execução das estruturas de concreto armado foram utilizados sistemas de formas e de escoramentos industrializados. Isso para permitir a alta rotatividade desses elementos, pois foi um volume médio de aplicação de concreto de 160m³ por dia, em elementos verticais e lajes. Um trabalho detalhista para uma equipe comprometida.

Foram usados equipamentos de elevação e de transporte horizontal como muncks, guindastes, manipuladores telescópicos e plataformas elevatórias.

As dificuldades encontradas para a execução desse projeto foram a localização da obra e a escassez de profissionais qualificados na região. No entanto, mesmo com os contratempos, foi possível reunir um time de excelentes profissionais para realizar toda a ampliação do Complexo da Papuda.

Duração da obra

A obra do novo Complexo Penitenciário da Papuda durou 399 dias corridos, sendo que o investimento foi mais de R$83 milhões para o governo do Distrito Federal. Mesmo trabalhando por mais de um ano diariamente para que o projeto fosse concluído dentro do prazo estipulado, não ocorreu qualquer tipo de interdição nas atividades normais do presídio durante a ampliação do Complexo da Papuda.

EMPA e o Grupo Teixeira Duarte

A EMPA integra o Grupo Teixeira Duarte, presente em 22 países, e mais de 11 mil colaboradores, atuando em diversos setores além da Construção: concessões e serviços, incorporação, hotelaria, distribuição e automóvel.

Esta e muitas outras obras de sucesso são resultado dos quase 100 anos de experiência do Grupo Teixeira Duarte em empreendimentos de grande porte e em edifícios públicos. Projetos como este são grandes desafios, principalmente por serem conduzidos sem impactar no funcionamento normal das atividades, exigindo responsabilidade e o máximo cuidado.

Assista ao vídeo das Obras no Complexo Penitenciário da Papuda

A nova ala da penitenciária, com instalações mais modernas, proporcionará mais dignidade e melhores condições de reclusão aos detentos enquanto aguardam o julgamento e a eventual aplicação de suas penas, e maior segurança de trabalho e infraestrutura de apoio aos servidores do Complexo. 

 

duplicação BR-101/BA

Duplicação da BR-116/BA: Iniciada a pavimentação de 40,34 km da Rodovia

A BR-116/BA é uma das principais rodovias do Brasil, fazendo a ligação de diversos estados brasileiros. Ela corta o país de Norte a Sul, atravessando mais de cinco estados e chega à fronteira com o Uruguai.

Essa é uma rodovia de bastante importância para a logística de transportes nacionais, por isso, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte – DNIT, está investindo em sua ampliação, com o objetivo de aumentar a sua capacidade de tráfego e a segurança dos usuários, melhorando as condições  trafegabilidade e tempo de deslocamento. A obra também vai melhorar o escoamento agrícola, pecuária e industrial destas regiões.

A EMPA, empresa do Grupo Teixeira Duarte, integra o consórcio que está à frente da duplicação de 40,34 km de distância, um trecho que liga o município de Feira de Santana à cidade de Santa Bárbara, ambos na Bahia (Lote 6). O  contrato contempla:

  • Elaboração do projeto básico e executivo;
  • Execução das obras de duplicação;
  • Implantação de vias laterais;
  • Adequação de capacidade;
  • Restauração com melhoramentos;
  • Obras de arte especiais. 

Terraplanagem e Pavimentação

Atualmente a obra encontra-se com mais de 30 km de terraplenagem concluídas e com aproximadamente 17 km na fase de pavimentação. Nos serviços também estão previstos a construção de sete viadutos, duas pontes e 12 passarelas, além de 21 km de vias laterais implantadas no perímetro urbano. 

Os serviços de pavimentação asfáltica acontecem no lote 06 da rodovia, próximo ao km 413, onde serão aplicadas duas camadas de Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ), totalizando 10,5 cm.

A obra de duplicação da BR-116/BA

O Governo Federal fará um investimento de R$400 milhões para concluir a duplicação da via. De todo esse total, mais de R$90 milhões já foram investidos em toda a obra, que iniciou em setembro de 2018. 

De acordo com o DNIT, a previsão é liberar 9 quilômetros da rodovia duplicada no mês de setembro deste ano. Além disso, é previsto liberar até o final de 2020 mais 24 quilômetros.

EMPA S.A Serviços de Engenharia do Grupo Teixeira Duarte

A EMPA S.A Serviços de Engenharia faz parte do Grupo Teixeira Duarte, que possui quase um século de atuação na área da construção e presença em 22 países.

Esta é mais uma obra que reforça o compromisso do Grupo Teixeira Duarte em contribuir com o crescimento sustentado do Brasil, através do desenvolvimento de uma engenharia de valor, decorrente da elevada capacidade técnica e experiência adquiridas ao longo de sua trajetória.

Confira sobre a atuação da Teixeira Duarte na ampliação da BR-116/BA. 

Assista ao vídeo da obra de Duplicação da BR-116/BA

teixeira-duarte-revista-healtharq

A experiência da Teixeira Duarte em obras hospitalares é destaque na revista HealthArq

Adquirir a expertise para realizar obras hospitalares demanda tempo e bastante estudo. 

Afinal, é preciso coordenar o trabalho para que ele não cause impacto no dia a dia dos ambientes que estão sendo reformados. Foi esse conhecimento e o legado de obras diferenciadas na saúde  que fizeram com que a Teixeira Duarte Engenharia e Construções fosse destaque na revista HealthArq, publicação especializada em arquitetura, infraestrutura, construção, design e facilities no setor da saúde.

Teixeira Duarte na Revista HealthArq

A matéria deu ênfase em três obras realizadas e foram citados exemplos de como a Teixeira Duarte é uma construtora que está sempre evoluindo em seus projetos e adotando medidas eficazes para atender seus clientes com a máxima qualidade e eficiência.

O superintendente de obras da Teixeira Duarte, Bruno de Palma Paisana, disse à revista que o trabalho que eles têm realizado desde 2012 será mantido ou reforçado ao longo deste ano. 

Dessa forma, a intenção é expandir cada vez mais as suas obras, abrangendo a sua atuação na área hospitalar e atendendo aos clientes com a máxima excelência.

Destaque em obras hospitalares

Um dos destaques da matéria na revista HealthArq foi o exemplo de aplicação de técnicas modernas e avançadas na obra realizada no Hospital das Américas, no Rio de Janeiro. O local passou por uma grande reforma em vários ambientes internos, além de serem criadas salas de exames, tomografia e angiografia.

A construtora também reformou o setor de HVAC do Hospital das Américas, desde as torres de resfriamento até os motores, fazendo a substituição de todos os ventiladores de ferro por carcaça de fibra, visando à proximidade do hospital com o mar.

Paisana enfatizou na matéria uma obra realizada no Acelerador Linear de Partículas, precisando seguir fielmente o projeto do fabricante. De acordo com ele, ela foi realizada com um grau de precisão milimétrico e com infraestruturas secas para que a máquina fosse instalada em perfeita execução. Assim, o ambiente foi adaptado às particularidades do projeto inicial. O superintendente disse que foi algo bem desafiador.

O Hospital Metropolitano da Lapa/SP

A matéria também destacou a obra realizada no Hospital Metropolitano da Lapa, localizado em São Paulo,  revitalizando três áreas. São elas:

  • PSA – pronto-socorro adulto;
  • PSI – pronto-socorro infantil;
  • Grande emergência.

Além dos setores que foram reformados, três salas de exames também receberam intervenções para atenderem melhor os pacientes. Segundo Bruno, um dos desafios foi repaginar os consultórios médicos, pois foi necessário aumentar o número de salas, mas sem acrescentar área. Ele destacou o aumento da recepção, que também envolveu parte da área externa, e a inclusão de uma área de alimentação.

Nesse hospital o sistema de HVAC, aquecimento, ventilação e ar-condicionado, passou por uma modernização. Foi um dos pontos altos dessa obra, pois os espaços receberam novos equipamentos automatizados que irão atuar no controle de temperatura, pressão e umidade em atendimentos de leitos isolados e salas de exames de imagem.

O Hospital Pasteur no Rio de Janeiro

Outra obra de bastante relevância e que foi citada na matéria da revista HealthArq foi a realizada no Hospital Pasteur, no Rio de Janeiro. O projeto teve o seu foco na substituição da tubulação de água quente, além de construir e adequar a sala de tomografia. Foi uma obra executada em total harmonia entre os colaboradores da Teixeira Duarte e do hospital, pois as atividades se mantiveram em pleno funcionamento, mesmo durante as obras.

Bruno Paisana destacou que o trabalho consistiu na troca de toda a tubulação de água quente do prédio onde o Hospital Pasteur funciona. Além disso, foram executados serviços de instalações prediais e apoio às obras civis, assim como demolições, execução de alvenaria e dry-wall, revestimentos, acabamentos e pintura.

Um ponto importante para que essa obra se tornasse um sucesso foi a integração de colaboradores no padrão Teixeira Duarte. Foi acertado em conjunto com a equipe de segurança do hospital um treinamento, de cunho obrigatório e específico, para que todos os profissionais trabalhassem em um canteiro de obras. O treinamento foi realizado sempre antes do início das atividades. O superintendente da construtora informou que na época todos os colaboradores estavam cientes dos riscos das atividades.

Foram essas as medidas tomadas para que o retrofit hospitalar fosse concluído com sucesso e dentro do prazo estipulado. Assim, a construtora mostrou como é vantajoso contar com os serviços de uma empresa que está há quase 100 anos no mercado, gerando histórias sólidas e sérias.

Excelência em Engenharia e Construções há quase 100 anos

Ao longo da sua trajetória, a Teixeira Duarte Engenharia e Construções acumula histórias de sucesso em seu acervo. Com compromisso, qualidade, dedicação e competência, tem expertise em obras em todas as áreas da construção: geotecnia e fundações, de reabilitação, edificações, infraestruturas, obras subterrâneas, ferroviárias, rodoviárias e marítimas.

Em projetos da área da saúde, é comum ouvir dos profissionais da área que as obras são consideradas organismos vivos, pois estão em constante mudança. Portanto, é preciso que haja evolução de acordo com o aumento da demanda por serviços nesse âmbito. Para isso, é necessário fazer uso de novas tecnologias e modelos de negócios.

A construtora Teixeira Duarte reúne em seu portfólio várias obras no setor de saúde, somando mais de 650 mil m² de hospitais construídos no mundo. No Brasil, tem cada vez mais se especializado neste setor, tendo construído  mais de 85 mil m² de hospitais, além de cerca de 50 mil m² em execução no país. Desta forma,   tem deixado seu registro em projetos importantes, reforçando a excelência técnica  de uma equipe com profissionais altamente capacitados para executar qualquer demanda.

 

Acesse a matéria completa na revista HealthArq, edição 32 (páginas 66-68), e confira mais detalhes sobre as obras realizadas pela Teixeira Duarte Engenharia e Construções.

Obra de recuperação estrutural dos blocos das pontes Pedro Ivo e Colombo Salles em Santa Catarina será realizada pela Teixeira Duarte

Na última sexta-feira, 29 de maio, a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade de Santa Catarina assinou a ordem de serviço para início imediato das obras de recuperação estrutural das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Machado Salles, em Florianópolis.

A Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A. é responsável pela execução dos serviços, que contempla o reforço de seis (6) dos vinte (20) blocos de fundação destas duas pontes. O prazo para execução é de 180 dias, a contar da emissão da ordem de serviço. O valor do contrato é de R$ 6.984.146,89.

A contratação desta recuperação estrutural, com caráter emergencial, foi definida após um laudo técnico solicitado pela SIE, em dezembro de 2019 e concluído em fevereiro de 2020, apontar a necessidade imediata de intervir nesses seis blocos de fundação das pontes.

“Com acompanhamento do Tribunal de Contas de Santa Catarina e conhecimento do Ministério Público Estadual, foi finalizado de maneira célere, transparente e responsável, o processo de contratação de uma empresa com expertise para realizar os serviços emergenciais, que são altamente complexos”, explica o secretário da Infraestrutura, Thiago Vieira.

Esta é mais uma obra que reforça o compromisso da Teixeira Duarte em contribuir para o desenvolvimento de uma engenharia de valor, por meio de todo o conhecimento e experiência adquiridos ao longo de quase um século de existência, que tiveram sua aplicação bem recentemente na reabilitação da Ponte Hercílio Luz ao longo dos últimos 4 anos, cuja inauguração se deu no passado dia 30 de dezembro.

 

Veja aqui a notícia publicada no site da Secretaria de Comunicação de Santa Catarina, assim como a matéria do Jornal Floripa e NSC Total a respeito.

Foto: Julio Cavalheiro / Arquivo / Secom

 

1 2 3 8